Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. OK Ler mais

Domingo, 25 Julho 2021, 12:11

  Login:     Password:       

   Divulgação e Notícias





Assembleia-Geral da Grater

 


O presidente da Associação de Desenvolvimento Regional Grater salientou a importância desta entidade no crescimento económico dos Açores, através do apoio a investimentos que contribuem significativamente para a valorização da produção local e promoção do emprego. Osório Silva intervinha no âmbito da Assembleia-Geral da Grater, que decorreu na noite de terça-feira, 15, na Casa das Tias. 


Segundo o responsável pela Grater, “orgulhamo-nos do trabalho realizado pela nossa associação no apoio a projetos que promovam os produtos açorianos, reforçando a economia local e aumentando o emprego sustentável”, disse.


“Gostaria de fazer referência a alguns investimentos locais que reúnem condições que os diferenciam de outros projetos, nomeadamente o “Talho Simão”, situado na freguesia dos Biscoitos, que se destaca pela comercialização de carne proveniente da raça bovina “Angus”, caracterizada pela sua alta qualidade; o conjunto de estufas do Sr. António Sousa, localizadas em São Brás, que apresenta uma tecnologia inovadora na área da rega e uma grande sustentabilidade no que concerne às fontes de energia utilizadas (eólica e solar); e uma produção na área da compota, na Terra Chã, reconhecida por ser a primeira a produzir e embalar compotas”, referiu.


 


“Contudo, o sucesso destes projetos também depende da comunidade, que deve aumentar o consumo de produtos regionais, acrescentando valor ao que é produzido na nossa terra”, acrescentou.


 


Para Osório Silva, outra vertente de extrema importância para o crescimento económico da Região é o turismo, que deve ser potenciado através da criação de condições para a captação de mais turistas.


“A nossa Região possui inúmeras potencialidades turísticas, especialmente na área da natureza. Deste modo, devemos aproveitar os recursos naturais existentes e transformá-los em atrativos”, frisou.


“É importante referir que já existem algumas empresas que têm contribuído para a dinamização do turismo de natureza, designadamente as empresas de observação de cetáceos, mergulho e desportos náuticos. Por isso, acredito que estamos no bom caminho para aumentar a ocupação turística nos Açores”, evidenciou.


O presidente da Grater mencionou ainda outro desafio da associação, que reside na criação de Gal-Pescas (Grupos de Ação Local), potenciando o setor piscatório, que desempenha um papel fulcral na Região.


“Além da agricultura, a Grater pretende expandir a sua intervenção ao setor das pescas, que consideramos ser uma área muito importante para a nossa economia. Neste sentido, pretendemos apoiar a sua diversificação, valorizando os seus produtos e incentivando a exportação dos mesmos”, referenciou.


“Para terminar, gostaria de realçar o trabalho desenvolvido pelo Conselho de Administração da Grater na promoção da produção local, o que se refletiu na nossa participação no Parlamento Rural Europeu. Acredito também que o novo Conselho de Administração continuará a trilhar o caminho de sucesso que temos alcançado até aqui”, concluiu.


Guido Teles assume a presidência da Grater


A Assembleia-Geral da Grater foi marcada pela apresentação dos novos Órgãos Sociais da associação, tendo sido eleito como novo presidente do Conselho de Administração o vereador da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, Guido Teles.


Segundo Guido Teles, “é uma honra assumir a presidência desta entidade, que muito contribui para o desenvolvimento das nossas zonas rurais.”


“Gostaria de congratular o atual Conselho de Administração da Grater por todo e empenho e dedicação demonstrados e garantir que vamos manter esse esforço no alcance dos objetivos propostos. Pretendemos também continuar a apoiar os nossos associados e aprofundar o conceito de proximidade junto da comunidade”, destacou.


 O novo Conselho de Administração da Grater conta ainda com a participação de Osório Silva e Anselmo Pires (representante da Associação de Jovens Agricultores da Ilha Terceira), como vice-presidentes; Carla Bretão, da Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo; Décio Santos, presidente da Associação Juvenil da Ilha Terceira; Domingos Borges, diretor da Escola Profissional da Praia da Vitória; e João Cota, proprietário da fábrica “Queijo Vaquinha”.


Da Assembleia-Geral fazem parte Manuel Santos (representante da Câmara Municipal da Graciosa), como presidente; João Picanço, da Associação de Agricultores da Graciosa, como vice-presidente; e George Lobão, da Associação dos Jovens Agricultores Graciosenses.


 


Relativamente ao Conselho Fiscal, este conta com a presença de José Almerindo Costa, como presidente; Paulo Barcelos, representante da associação “Os Montanheiros”; António Toste, da Junta de Freguesia da Ribeirinha; Carlos Armando da Costa, presidente da Junta de Freguesia de Santa Cruz; e Gilberto Vieira.



  Outras Fotos

Dolfine.com (C) 2021