Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. OK Ler mais

Terça-Feira, 27 Julho 2021, 00:12

  Login:     Password:       

   Divulgação e Notícias





Formação em manobras de cordas e escalada

O Projecto Qualificar o Turismo Activo (QTA), promovido pela GRATER em parceria com a Adeliaçor, tem desenvolvido diversas acções de formação com o objectivo de desenvolver o sector turístico em territórios rurais.
Através do projecto de cooperação interterritorial QTA, que com um investimento de 91.945,38 euros financiado a 90% pelo Eixo 4 do PRORURAL, a GRATER tem organizado diversos cursos dirigidos aos recursos humanos de várias empresas de animação e operadores turísticos das ilhas Terceira e Graciosa.
Entre elas esteve a formação em “Manobras de cordas e escalada” que decorreu de 7 a 21 Janeiro, ministrada pelo formador António Soares, responsável pela secção de escalada da associação Os Montanheiros.
O curso decorreu em vários locais, sobretudo em recintos escolares, onde foram testados os conhecimentos, as técnicas e os equipamentos de escalada de forma prática.
À revista da GRATER, o formador destacou a importância de as empresas “formarem ou contratarem técnicos especializados” para o aprofundamento de actividades turísticas com recursos às técnicas de escalada, como rappel, canyoning ou outros, para garantir a segurança na sua oferta. “Dada a especificidade das estruturas e equipamentos nesta área, é preciso que sejam criadas as condições pelos diferentes intervenientes”, disse, referindo-se não só às empresas, como outras entidades públicas.
“É necessário trabalhar em rede”, sublinhou, dando como exemplo, a criação de condições para escalada, como percursos de canyoning, ou as vias ferratas, estruturas que, as empresas por si, só, não têm capacidade para criar.






Opinião formandos
 
Emanuel Raimundo
Rope Adventures
Esta formação funciona como uma reciclagem da qual tiramos sempre proveito. Há sempre um colega que sabe um nó ou uma técnica nova. Nós desenvolvemos o canyoning como turismo aventura na ilha Terceira. É uma actividade que está a crescer e a ilha tem um grande potencial. Para isso, temos de garantir segurança aos nossos cliente e estas formações são uma mais-valia para e um selo de qualidade que podemos apresentar.
 
Fábio Cardoso
Azores Go
Sou bombeiro, estou a tirar um curso de guias de natureza e esta formação é uma forma de certificar mais conhecimentos, sobretudo ao nível da escalada, do canyoning, do rappel. Quem faz este tipo de actividades sabe que há uma adrenalina muito grande, mas é preciso estar preparado. Há ilhas mais conhecidas para essas aventuras, como as Flores ou São Jorge, mas a nossa ilha Terceira está a crescer também neste campo.



  Outras Fotos

Dolfine.com (C) 2021