Sábado, 23 Setembro 2017, 05:31

  Login:     Password:       

Historial

Experiência do GAL em matéria de gestão de instrumentos de política de desenvolvimento rural e local

Descrição geral da experiência do GAL em matéria de gestão de fundos estruturais:

Em matéria de gestão de fundos estruturais o GAL, constituído em 1995, tem a experiência da gestão dos programas de Iniciativa Comunitária LEADER II e LEADER + para a sua Zona de Intervenção, ilhas Terceira e Graciosa.

No LEADER II a GRATER teve uma taxa de execução bastante satisfatória de 98%, onde foram apoiados 237 projectos com um montante de investimento aprovado de 6.334.216,70 €. Criaram-se 25 novas empresas e 105 postos de trabalho, 61 masculinos e 44 femininos.

No que se refere ao LEADER + foram aprovados 166 projectos para um valor de investimento de 6.718.604,50 €. Criaram-se 27 novas empresas e 70 postos de trabalho, 29 masculinos e 41 femininos.

Ao longo da gestão e implementação destes programas a GRATER teve um papel importante na articulação e complementaridade entre programas e iniciativas comunitárias, nacionais e regionais.

Desta articulação resultaram projectos, muitos de cooperação, com bastante êxito e que passamos a enumerar e a descrever resumidamente:

 

Projectos de promoção da região e seus produtos

1999 - Mostra do Mundo Rural na FIL onde as várias associações expuseram os seus territórios e suas potencialidades turísticas e produtos típicos

2000 - 2ª Mostra do Mundo Rural na Feira Nacional da Agricultura – Santarém

2001 - Participação na I Bienal de Turismo Atlântico em S. Jorge

2001 - 3ª Mostra do Mundo Rural nas instalações da antiga DGDR (Direcção Geral de Desenvolvimento Rural (2001)

2004 – Participação na I Feira Transregional de Economia Solidária da Macaronésia, evento organizado pelo Instituto de Acção Social e Cresaçor – Cooperativa Regional de Economia Solidária, enquanto entidades promotora e gestora, respectivamente, do projecto CORES no âmbito da Iniciativa Comunitária INTERREG III – B.

2004 - Portugal da Terra ao Mar – Projecto de cooperação interterritorial de Divulgação e promoção da Região Açores. Objectivo geral era dar a conhecer ao cidadão urbano o que de melhor existe no mundo rural português.

2005 - Portugal um destino rural – Promoção do turismo rural numa Feira em Sevilha com o objectivo de promover o território das associações envolvidas. Foi também criado um catálogo com propostas de fins-de-semana em cada um dos territórios e divulgação do património ambiental e cultural, produtos locais e artesanato.

2007 - Promoção dos produtos típicos no parlamento Europeu em Bruxelas (2007)

Outros Projectos de Cooperação Interterritorial

Reflectir Açores

Projecto de cooperação interterritorial entre as Associações gestoras do PIC LEADER + nos Açores ao Vector 3 – Colocação em rede do mesmo programa.

Consistiu na realização de diversas acções: participação na Feira Açores 2006; realização de painéis expositivos com informação sobre projectos de qualidade apoiados pelos GAL nas áreas do ambiente, turismo, PME’s, cultura, artesanato e, produtos locais; participação num evento cultural, recreativo, gastronómico e ambiental – Dia Rural das Sete Cidades e; concepção de programas televisivos que documentem as associações e o seu trabalho, os seus territórios e projectos de qualidade.

Sementes de Futuro

Projecto de cooperação interterritorial entre as associações pertencentes à Federação das Associações para o Desenvolvimento Local – Minha Terra – no sentido de criar um espaço de representação, intervenção e reflexão sobre o Mundo Rural Português em Lisboa.

 

Feira de Artes e Ofícios Tradicionais

Projecto de cooperação interterritorial com o Centro Regional de Apoio ao Artesanato que consistiu na realização de várias feiras de promoção e valorização do artesanato e dos ofícios mais antigos do território da GRATER pelos vários concelhos da Zona de Intervenção e vai-se materializar na edição de um livro fotográfico do artesanato existente no território.

 

Loja Açores

Concretização de um espaço de promoção e representação do Mundo Rural Açoriano em Lisboa. O projecto consiste na instalação de uma loja especializada na venda e promoção de produtos tradicionais de qualidade, da Região Autónoma dos Açores, nomeadamente produtos agro-alimentares e artesanato.

 

Projectos de Cooperação Transnacional

LEADER TOUR – Roteiros Turísticos Flexíveis

Projecto de cooperação transnacional com Itália e Grécia. Criação de roteiros turísticos temáticos semanais em cada uma das zonas de intervenção com itinerários cultural, gastronómico, religioso e ambiental.

 

Brincar para Aprender

Projecto de Cooperação Transnacional que visa consciencializar os mais novos para a importância da valorização e preservação do património natural, museológico e arquitectónico, através do desenvolvimento de um desenho animado e jogos didácticos.

 

Projectos Internos

Revista GRATER

Concepção, produção e distribuição de uma revista trimestral. Esta pretende dar a conhecer as potencialidades e oportunidades do LEADER +, as acções em curso e os resultados alcançados, entre outras informações ligadas ao meio rural e ao PIC LEADER. Aproveitamos também a oportunidade para divulgar os projectos apoiados com entrevistas com os promotores, autarcas e outras individualidades ligadas ao programa e ao meio rural.

 

Sabores da GRATER

Projecto de promoção de produtos típicos e gastronomia local onde se promoveu produtos agro-alimentares – gastronomia e produtos típicos locais – da zona de intervenção, tais como: Pratos típicos, sopas, doces, filhozes, licores e vinhos, queijos e enchidos, mel e compotas, pão e biscoitos.

Pretendeu-se com este espaço recordar e garantir a sobrevivência de alguns sabores típicos que se têm vindo a perder com o tempo.

 

Fixação de um Gabinete de Desenvolvimento Local

Fixação de um gabinete de apoio ao desenvolvimento local para a GRATER, melhorando as condições de serviço da estrutura técnica local que trabalha em prol do desenvolvimento do território, como também de todos aqueles que estabelecem contacto com esta associação.

Para além dos gabinetes dos técnicos da GRATER, haverá um espaço com uma exposição permanente de produtos locais (artesanato e agro-alimentares), bem como uma base de dados dos contactos de todos os produtores locais.

Será também criado um espaço para a realização de encontros, workshops, seminários, formações, palestras, etc.

Informações particulares relevantes relativas à entidade responsável pela execução do Plano de Desenvolvimento:

Programa

Fundo estrutural

Grau de Envolvimento

Montante (1.000 Î)

LEADER II

FEOGA, FEDER e FSE

Gestão, acompanhamento e avaliação

2.264

LEADER +

FEOGA - O

Gestão, acompanhamento e avaliação

3.198

 

 Informações particulares relevantes relativas aos parceiros integrados no GAL:

Entidade

Programa

Fundo

estrutural

Grau de

Envolvimento

Montante

(1.000 Î)

CCAH

SIRALA

FEDER

Orçamento da

Região

Organismo receptor e avaliador

9.113

CCAH

RIME

FSE / FEDER

Organismo receptor e avaliador

51

CCAH

PROCOM

FEDER / OE

Recepção, apreciação das candidaturas; acompanhamento e fiscalização dos investimentos

2.905

CCAH

URBCOM

FEDER / OE

Organismo receptor e avaliador

 

CCAH

SIDEL

PRODESA

Organismo receptor e avaliador

14.625

CCAH

SIDEL

QRESA / FEDER

Organismo receptor e avaliador

 

Implantação no Território

A GRATER tem um grau de implementação no território bastante forte, não só pelos projectos individuais e de cooperação que tem vindo a realizar e que abrangem as mais diversas áreas socio-económicas como pela representatividade abrangente da sua parceria.

No que respeita aos projectos desenvolvidos e como se poderá observar com mais pormenor no ponto seguinte, a GRATER teve e tem intervenção nas mais diversas áreas. No ambiente através de acções materiais e imateriais que visem a consciencialização das pessoas para a preservação e valorização do mesmo. No turismo com o desenvolvimento de acções, sobretudo de promoção do turismo rural e do turismo de natureza. Na gastronomia, produtos típicos e artesanato, com a promoção e valorização dos mesmos e promovendo em vários eventos a sua comercialização e criação de circuitos de distribuição.

A GRATER também se orgulha de intervir / interagir com as várias camadas da população em geral. Desde os mais novos através da criação do material didáctico até aos mais velhos com os convites a todos os centros de dia para participarem connosco nos eventos que promovemos, todos são lembrados.

No que se refere à parceria será feita uma análise da composição e representatividade da mesma.

Composição e Representatividade dos parceiros no GAL

O GAL é, neste momento, constituído por 55 parceiros que são todos os associados da GRATER.

13 Autarquias Locais: 3 Câmaras Municipais e 20 Juntas de Freguesia

São pessoas colectivas territoriais dotadas de órgãos representativos que visam a prossecução dos interesses próprios das populações respectivas. As Autarquias Locais são responsáveis pela prestação de numerosos serviços às populações, sendo também instituições políticas com capacidade de decisão acerca da forma e do nível a que prestam aqueles serviços e da sua interligação entre si.

Câmara do Comércio e Indústria de Angra do Heroísmo

Associação de direito privado, sem fins lucrativos, que tem por objecto, para além de outras funções que lhe possam ser cometidas por legislação especial, a representação e a defesa dos interesses da indústria, do comércio e dos serviços, a promoção da actividade económica pelos meios ao seu dispor e a prestação de serviços aos seu associados.

Ligadas à vertente ambiental e cívica temos a representação de:

  • Associação Espeleológica “Os Montanheiros”
  • Corpo Nacional de Escutas – Junta Regional dos Açores

Relacionadas com o sector de actividade primário temos a representação de:

  • Associação Agrícola da Ilha Terceira
  • Associação de Agricultores da Graciosa
  • Associação de Jovens Agricultores da Ilha Terceira
  • Associação de Jovens Agricultores Graciosenses
  • Cooperativa de Hortofloricultores da Ilha Terceira - FRUTERCOOP
  • Adega Cooperativa dos Biscoitos
  • Cooperativa Agrícola de Serviços União Sebastianense

Associações sem fins lucrativos e cooperativas que têm como objectivos a defesa e a promoção da actividade respectiva e a representação dos seus associados. Pretendem assim apoiar os agricultores e a agricultura, os caçadores e a caça, os hortofloricultores e a hortofloricultura e a vinha, entre outros.

Ligadas às actividades sociais, culturais e de lazer:

Associações sem fins lucrativos que têm por objecto a defesa, a promoção e a valorização de todo o nosso património histórico-cultural e não só.

  • Associação Cultural, Desportiva e Recreativa da Graciosa
  • Associação Amigos do Museu
  • Associação de Jovens da Vila Nova
  • 5 Casas do Povo (Biscoitos, Cinco Ribeiras, Praia da Graciosa, Quatro Ribeiras e São Sebastião)
  • Centro Social Paroquial da Ribeirinha de Angra
  • Centro Cultural, Social e Recreativo Nossa Senhora da Piedade
  • Clube Naval da Praia da Vitória
  • Grupo Folclórico das Doze Ribeiras
  • Filarmónica União Praiense
  • Praia Cultural

Representando o sector empresarial contamos com duas empresas e 3 empresários:

Centro Equestre “O Ilhéu”

Soterlac

Gilberto Vieira

José Almerindo Costa

Luís Armando Machado

Na área da Educação temos ainda a representação do Departamento de Ciências Agrárias da Universidade dos Açores e a Fundação do Ensino Profissional da Praia da Vitória.

Contamos ainda com um parceiro em nome Individual.

Pode-se concluir, portanto, que o GAL é constituído por parceiros nas mais diversas áreas, principalmente nas de maior importância para o espírito do Programa LEADER + e, pode-se considerar bastante positiva a representatividade da parceria que subscreve esta candidatura. 

Dolfine.com (C) 2017